Terminando a licença maternidade? E agora voltar a trabalhar ou ficar em casa?

Oi gente!!!

Que tema polêmico escolhi, hein???

Como este período é difícil! A mulher repensa todos os seus valores: o que realmente importa para vida???? E acredito que se pudesse escolher, escolheria ficar pelo menos os 2 primeiros anos em casa com seu filho e depois tomaria a decisão definitiva do que fazer.

Mas, como muitas vezes não temos escolhas… a volta ao trabalho é inevitável e então precisamos tentar lidar com este assunto da maneira mais tranquila possível. O que posso falar para vocês é que a gente se acostuma…os primeiros dias são terríveis, vc. tem vontade de fugir, voltar para casa, chora, tem aperto no coração, mas tudo isto passa! E com o passar do tempo se acostuma. O que ainda me dói é não ver todas as evoluções dos meus filhos…sabem aqueles livrinhos que você escreve “quem foi a pessoa que viu primeiro ele sentar? primeiro sorriso? primeiro dente?…” os que eu tenho sempre está escrito o nome da moça que cuida dos meus filhos desde que eles nasceram, mas fazer o quê? Ainda bem que tive a oportunidade de ter uma pessoa de confiança ao meu lado que ama meus filhos e dá todo o carinho que eles necessitam.. afinal, sempre precisamos olhar do lado positivo das coisas…hehehehe

O que aconselho é que a volta ao trabalho não seja de uma vez! Comece a ir pequenos períodos do dia, depois meio período, com o passar do tempo aumente as horas.

Stressar logo no começo não dá…senão seu leite vai embora em segundos! Manter a calma é essencial.

Priorize os horários: agora você tem alguém esperando por você todos os dias. Não dá mais para ficar até mais tarde para  adiantar as tarefas profissionais.

Quando chegar em casa: esqueça de tudo…dê atenção ao seu filho…ele precisa do seu carinho. Temos que priorizar a qualidade e não mais a quantidade!!!

O coração anda apertado? Desabafa! Conversar com pessoas que já passaram por isso ajuda muito!

E o mais importante: se vc. vai deixar seu filho na escola, com a babá, ou na casa da avó…vc. tem que estar tranquila…porque trabalhar preocupada não dá certo! Você não faz nem uma coisa, nem outra. Segue o link de um post que o Juninho fez sobre a escolha entre escolinha e babá http://viverbembom.com.br/escolher-entre-creche-e-baba/

Agora, conheço pessoas que voltaram a trabalhar e não conseguiram e hoje mudaram o seu estilo de vida: trabalham em casa e ficam com seus filhos, outras simplesmente resolveram se dedicar à vida de mãe, e ainda há o grupo que não vive sem a sua vida profissional.

Todas as decisões são válidas e o mais importante é a gente esteja feliz! Lógico, que tudo na vida tem os prós e contras e precisamos lidar com isso. Eu sempre brinco que quando a mulher vira mãe, deveria ter uma lei que determinava que nós só poderíamos trabalhar meio período, porque o outro meio período o nosso trabalho seria ficar com os nossos filhos. Para mim, este é o ideal. E para você? Deixe seu depoimento e conte como foi sua volta ao trabalho!!!!

 

E para registrar um pouco do meu tempo com meus filhos, segue uma foto do nosso final de semana que foi uma delícia!!! Um beijo e até mais…

 

 

15 thoughts on “Terminando a licença maternidade? E agora voltar a trabalhar ou ficar em casa?

  1. Tenho que agradecer muito a Deus por poder ficar com minha filha, claro que abri mão de muito luxo que meu salário me proporciona, mas tenho certeza que minha recompensa será infinitamente maior. E daqui a um ano eu volto ao marcado (espero rss).

    Ótimo post Cá, vai lá conhecer meu cantinho 🙂

    Beijinhos

    • Obrigada Ju!!! Pode deixar q vou conhecer sim. O meu sonho era ficar com meus filhos e depois ter a oportunidade de voltar mas não tive coragem e tb financeiramente não dava. Bjs

  2. Camila, estou prestes a viver este momento. E meu coração já está apertado só de imaginar ficar sem meu pequeno… mas não cogitei ser mãe em tempo integral por dois motivos: primeiro porque amo o que faço ( sou ginecologista e investi muito tempo e esforço na minha formação profissional) e segundo porque minha casa precisa da minha renda. Mas claro, revi meus horários, vou trabalhar mens tempo, chegar mais cedo em casa…… A escolha entre babá e escolinha foi muito difícil também, optei pela escolinha ( sabendo de seus ´prós e contras) e resolvi entregar a Deus minhas ansiedades e passar o máximo de tempo com ele agora e depois, com a melhor qualidade de tempo possível. Beijos

  3. Otimo post Camila! essa é a duvida de muitas mulheres, voltar ou não ao trabalho. Vivo os dois mundos, o meu que desistiu da carrera (por hora) pra cuidar da cria, e o de minha irmã que não pensou nem um instante nessa hipotese. Pras duas alternativas vão haver pros e contras, o importante é que a mãe esteja bem consigo mesma. Eu sempre digo, o importante é a qualidade de tempo e não a quantidade!
    PS. espero te ver me seguindo no meu blog! bjss #amigacomenta

  4. Oieee,

    Ainn, deve ser dureza mesmo! Eu pude escolher ficar em casa e estou com eles até hj!
    No começo do ano recebi uma proposta de emprego e fiquei toda felizona, achei que seria bom mas, qdo fui pensar em colocá-los na escola integral, perder todas as coisinhas… amarelei! rsrsrs
    Não é fácil mas, a gente consegue, né? Somos mães, temos superpoderes!! hehehe

    bjo!

    Loreta #amigacomenta;)
    @bagagemdemae

  5. Por aqui não tenho escolhas, só se o Universo conspirar a favor, Marido trocar de emprego.
    Ainda estou de licença. Baby vai fazer 2 meses, mas é algo que já parte meu coração porque trabalho inclusive aos fins de semana e feriado,
    O que vou fazer é tentar remanejar meus horários ou trocar de emprego, pois ver minha filha 1X/semana não vai rolar!!!

    beijos
    Paola
    http://www.dicasdamaedipa.blogspot.com
    #amigacomenta

  6. Adorei…´
    Já tenho escolinha certa pra deixar meu pequeno, um lugar onde sei que posso ficar tranquila qto ao tratamento que ele vai receber, pois minha sobrinha já fica lá desde os 6 meses , e é apaixonada pela escolinha… mas apesar de saber do bom tratamento que ele vai receber, sei que o momento dessa “separação” nao vai ser nada facil, sei que vou chorar, coraçao vai apertar, e provavelmente, o rendimento no trabalho vai cair, ao menos até me acostumar com a ideia… Mas colocando na balança, que com meu trablho posso dar melhofres condições pra ele, agora, e futuramente principalmente, não dá pra deixar de trabalhar…

  7. Aaaaaaaaai menina… to no meu último mês e agora preciiiiiiiiso decidir. Por mim a lei seria por licença-maternidade de dois anos e ponto final! kkkkkkkkk
    Tô super indecisa. Mas bora á né? Não dá pr

  8. Camila, a Nina já tem 2 anos… e vivo o dilema “trabalhar ou ficar em casa” até hoje! Sinceramente, sinto que muitas empresas não estão preparadas para receber mulheres depois que viram mães – por causa de carga horária, demanda de trabalho, enfim…
    Meio período e home office são a opção “menos pior”… rs
    beijos

    Carol
    Nina Ensina
    #amigacomenta

  9. Aqui eu optei por trabalhar em casa, depois de tentativas trabalhando fora. Para mim não compensava o estresse e a falta de qualidade/quantidade de tempo com eles (porque eu chegava muito cansada, por causa do trânsito e eles também pegavam trânsito no transporte). Acho que toda mãe deveria trabalhar em home office ao menos nos dois primeiros anos, seria a solução ideal.
    Beijos!!
    #amigacomenta

Obrigada pela participação! Um grande abraço da Família Viver Bem Bom