Festa infantil em buffet ou em casa? Qual é a melhor opção?

Oi pessoal!

Faz tempo que queria escrever sobre este tema para vocês, afinal foi na festa de aniversário da Chiara deste ano que obtive a minha primeira experiência em buffet infantil.

20130309_123106

 

Foi muito linda, mas como tudo na vida, há prós e contras. Nem preciso falar que a principal vantagem de se fazer em buffet infantil é que podemos chegar na hora da festa e está tudo pronto! Isto é fantástico! Cansaço zero!

DSC_0131

IMG-20130310-WA0012

Outro ponto positivo são os brinquedos para a criançada, eles se divertem muito! E os buffets estão cada vez mais profissionais neste quesito: até percurso de arvorismo tinha neste que fiz a festa. (Porém, quando fazemos a festa em casa podemos também alugar brinquedos e/ou contratar uma empresa de recreação que também é muito legal)

20130309_144829

20130309_130412

20130309_145340

A tranqüilidade de contratar tudo em um mesmo local, confirmar tudo com uma pessoa só, também é muito positivo. Não precisa ficar ligando para o moço das cadeiras, a moça dos doces, bebidas…. (se bem que agora há empresas que podemos contratar para o local da festa e oferece todos os serviços). Porém, é interessante ligar na semana da festa no buffet para confirmar todos os serviços contratados, é uma garantia para não termos surpresas desagradáveis na hora.

20130309_145657

Encontro das primas de várias “gerações” da Chiara, da vovó Cleide, da tia avó Neide e da tia-bisavó Ivone (que confusão!!!hehehe)

20130309_150020
Outra vantagem é que os buffets são apropriados para festas infantis, ou seja, não fica nada adptado como em casa, que às vezes o salão é pequeno, ou a área não é coberta, ou tira todos os móveis.

20130309_150755

No buffet, literalmente não precisa se preocupar com nada, tudo chega na sua mão com muita tranqüilidade…não precisa se desesperar como em casa: cadê o fósforo? escrever o nome nos presentes??? quem apaga a luz???? hehehehehe quem nunca se preocupou com isto????

IMG-20130310-WA0006

Agora, o maior ponto negativo do buffet é a impessoalidade, ou seja, nada foi feito por vc, quase um delivery: agora sai uma festa das princesas, a noite dos carros, amanhã da barbie… e assim por diante! tudo igual para todos! De verdade, não me agrada nem um pouco… gosto de colocar a mão na massa e preparar a festa pensando qual é a decoração que mais tem a ver com meus filhos, a lembrança, gosto de personalizar!

20130309_122514

Apesar de ter a lembrança do buffet, eu criei a lembrancinha personalizada, que foi um imã de geladeira, que já é tradicional na nossa família (fazemos coleção!!!hehehehe). Disto eu não abri mão!!!

Chiara aniversário 4 anos certo

Outro ponto negativo é o preço, sai bem mais caro do que uma festa organizada por vc. Mas se vc. quer ter tranquilidade, vale a pena, pois hoje os buffets dividem em várias vezes o valor da festa, ou seja, mal terminou de pagar uma, já começa a pagar do outro ano….Acho que vou abrir um “consórcio” para festas infantis!!! heheheh o que acham???? brincadeira…

Na verdade, a festa vai se adequar a realidade dos pais: disponibilidade, o quanto quer gastar, estilo de vida, no momento de vida que a família está enfrentando… mas, o que vocês devem estar se perguntando agora??? Tudo bem Camila, você escreveu, escreveu, escreveu…mas o que vc. faria hoje se tivesse um outro filho?

1 – Se não ligasse para o “encontro da família e amigos” (pois são nestes momentos que conseguimos reunir todos), eu não daria festas, todos os anos comemoraria com uma viagem super especial!!!

2 – Porém, acredito que na época em que todos os amigos começam a dar festas, o meu novo filho iria solicitar algo neste quesito, ou seja, se não me importasse com o encontro familiar, faria uma tarde especial do meu novo filho com os amigos apenas.

3 – Hand made ou buffet? Depende da correria da minha vida: não adianta nada fazer tudo personlizado, feito por você e no dia da festa não aproveitar, porque está caindo de sono e de cansaço. Hoje, optarei por buffet ou alguma empresa que me traga tudo! Apesar de não me satisfazer como mãe com isto! Mas fazer o quê…querer não é poder!!!

4 – Sonho de consumo: atingir o “menos é mais”, ou seja, gostaria que a festa não fosse vinculada a presentes e sim, ao prazer de estar ao lado das pessoas e viver o momento! Uma festa ideal para mim seria cada convidado trazer um prato de comida e o aniversariante daria o bolo, sem decoração, mas uma programação de atividades com o envolvimento das pessoas, viver o momento… um almoço de domingo na casa da avó, por exemplo!!!!hehehehehe Mas como explicar para o aniversariante que não irá ganhar presentes??? a nossa família ainda não conseguiu chegar nesta EVOLUÇÃO..quem sabe um dia! Alguém já vive este exemplo de festa ou algo parecido???

 

“Filosofei” demais…hehehe um beijão e enviem comentários!!! Até mais..

 

 

 

Doação: vocês já ouviram falar sobre a “Cantinho do Céu” em Ribeirão Preto?

Moradores de RP e do Brasil!!!

Ontem realizamos mais uma doação para uma instituição daqui de Ribeirão Preto – a Cantinho do Céu – lar dos exepcionais.

Tudo começou porque recebi e-mails aqui no blog falando que viram os posts sobre a doação no Ribeirão Verde (CLIQUE AQUI para conferir) e que gostariam de doar várias coisas (brinquedos, roupas…) para o Viver Bem Bom escolher uma entidade para realizar a ação.

E ontem, fomos a casa da D. Nivanda, por sinal, muito obrigada a esta família, pois eles doaram muiiiiitttttaaaaaa coisa, aproveitamos que estávamos perto e resolvemos entregar tudo na Cantinho do Céu.

image

image

Eu não conhecia a instituição pessoalmente, mas estou muito feliz de ter escolhido este local, pois eles são um exemplo de dedicação, empenho e amor às pessoas que moram lá. Conhecemos toda a estrutura, que por sinal é super bem organizada e fiquei abismada como os funcionários dão a vida por estas pessoas.  Eles atendem 64 pacientes, atualmente, de 2 a 44 anos, todos com paralisia cerebral, porém de diferentes níveis. A maioria mora lá, pois a família abandonou (absurdo!) ou, simplesmente porque não podem sair porque precisam de atendimentos especiais.

A Cantinho do Céu vive de doações e, por incrível que pareça, eles praticamente não recebem ajuda da prefeitura e do governo….eles organizam bingos, eventos, recebem ajuda financeira de empresas e pessoas físicas e também confeccionam roupas de prematuros (para comprar, só ir direto lá), sem falar que tudo é produzido por eles…. desde os lençóis até a cadeiras de rodas, eles aproveitam tudo que ganham e adaptam para algo útil…simplesmente fantástico.

Bom, ficaria dias e dias…falando sobre este local porque realmente é um EXEMPLO a ser seguido!!! Se você mora aqui em Ribeirão Preto, vale a pena ir lá conhecer, se vc. não é, este é o link do site  http://www.cantinhodoceu.org/ e seguem abaixo as formas de ajudar (tem também no site).

Vale lembrar que eles retiram as doações em casa, ou seja, apenas precisamos nos preocupar em separar os itens e ter a vontade de ajudar!!!! Vamos???? Endereço e telefone: Rua Rio Verde, 352 – Vila Albertina, Ribeirão Preto, 14060-190 / (16) 3622-2660

Sem falar que você sai de lá valorizando e agradecendo mais ainda a sua vida e de todos a sua volta, precisamos SEMPRE AGRADECER POR TUDO QUE TEMOS E QUE SOMOS e pedir proteção a estas pessoas que realmente necessitam de atenção e ajuda!
Beijos a todos e verifiquem abaixo como ajudar!!!!
Como ajudar (texto retirado do site)

Você pode apoiar o Cantinho do Céu de várias formas:

– Trabalho voluntário Se você tem formação técnica nas áreas de fisioterapia, medicina, pedagogia e outras áreas e deseja realizar um trabalho voluntário com as pessoas atendidas pelo Cantinho do Céu.

– Através de doação de dinheiro Para atender com o amor e qualidade que oferecemos há mais de 50 pessoas, geramos uma despesa mensal média de mais de R$ 100.000,00. Todo apoio seja pessoal, entrando no quadro de associados (aonde você define um valor de contribuição mensal e uma pessoa de nossa equipe irá em sua residência retirar o valor, com toda a comodidade) ou empresarial através de patrocinios é fundamental para mantermos o atendimento à comunidade. Conta – Banco do Brasil: Ag 0028-0  Conta 5715-0

– Comprando e doando móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e roupas Oferecemos em nossos bazares uma grande variedade de produtos em ótimo estado, vendidos em nossa sede. Também aceitamos doações de produtos bem conservados e inclusive disponibilizamos nosso veículo para a retirada. Visite nosso bazar na Rua Bahia, 2185.

– Participando de nossos eventos Marque sua presença em nossos jantares, bingos e apresentações.

 

Ser mãe mudou a sua vida profissional?

Oi gente!!!!

Resolvi falar sobre este assunto, pois recebi hoje uma matéria que achei muito interessante: aborda como as empresas estão recebendo de forma positiva as mulheres profissionais que são mães. Segue o link: http://guiadobebe.uol.com.br/quando-ser-mae-e-um-diferencial-no-mercado-de-trabalho/

Nem preciso falar que sou totalmente a favor, afinal mudei muito depois que virei mãe. Na minha opinião, a mulher fica mais flexível, consegue se colocar no lugar do outro com mais facilidade e resolve as situações complicadas com mais cautela e maturidade…é o sentimento maternal que surge e faz toda a diferença.

Antes de ser mãe, tudo para mim ou era certo ou errado, hoje não existe o certo e o errado, há o diferente!!! Existe a realidade do pensamento daquela pessoa que pode e deve ser diferente da minha, senão onde entraria o desenvolvimento do nosso senso crítico?!?

Então, empresas…valorizem este ser humano que se divide em mil partes e tenta dar o máximo de si em todas as funções que desempenha, além do que a profissional mãe trabalha com a certeza dos fatos, mas sempre consulta o seu sexto sentido, não é mesmo meninas??? (As pessoas que trabalham comigo já sabem…se o sexto sentido aparece, huummm…. sabem que têm que verificar todo o processo novamente para não ocorrer nada fora do normal…. hehehehe)

O que mudou é que agora eu fui obrigada a aprender a compartilhar o tempo…antes não tinha horário para sair do trabalho… hoje eu tenho que sair na hora certa para amamentar, buscar os filhos na escola, ter um tempo com meu marido, colocar a casa em ordem…mas, mais uma vez, enfatizo o lado positivo…será que quando viramos mães aprendemos a otimizar o nosso tempo???  Acredito que sim… e vocês? Deixem as suas opiniões…

Um grande beijo e até mais!!!