Quando mudamos de cidade é saudável levar a criança para matar a saudade dos amigos?

Oi pessoal?

Que dilema este tema, né? Pois bem, na semana passada, passamos dois dias em Ribeirão Preto resolvendo alguns assuntos e nos deparamos com uma questão importantíssima: como reagir com a Chiara?!? Ela deu tanto trabalho de adaptação e, bem agora, depois de 5 meses da mudança, que tudo parece estar voltando à normalidade, vamos colocá-la novamente em desiquilíbrio emocional??? Afinal, rever os amigos é bom ou ruim???

Vocês podem imaginar como ficou a nossa cabeça… mas ao mesmo tempo, ela estava tão feliz de estar na cidade que ela nasceu…não parava de falar dos amigos, do local onde morava… tenho que confessar que não tinha noção nenhuma do que fazer!!! Meu marido queria poupá-la ao máximo… eu já queria tratar o assunto com naturalidade, ou seja, deixá-la rever as pessoas sem restrição e, no fim… o destino tratou de ajeitar a situação. Vocês devem estar se perguntando: como assim, Camila? Destino??? Isto mesmo! Já vou explicar…

O meu desejo era levá-la à escola para reencontrar os amigos e as professoras e levá-la ao condomínio onde morávamos para reencontrar os amigos de lá, mas em conversa com o maridão, cedi algumas coisas e ele outras… ou seja, sabíamos de duas pessoas que ela não poderia deixar de ver: seu super amigo GuiGui e a sua segunda mãe, a “Bá” dela (a Vânia, que cuidou dela desde que nasceu!) Se ela não os encontrasse, ela morreria hehehehe… Então, concordei em não levá-la à escola e ela passou uma tarde inteira com o amigo em um shopping e encontrou com a “Bá” logo que chegou. Pronto, as duas pessoas mais requisitadas garantidas!!! Agora, onde entra o destino? Como cedi na escola, o Juninho cedeu no condomínio, então ela iria ao condomínio comigo, mas a tarde foi tão intensa com o Gui que ela simplesmente, desmaiou de cansaço, não acordou por nada! Sem falar que a falta de tempo também foi um fator complicador, ou íamos nos locais na hora exata ou não íamos mais!

viver bem bom blog dá família amizade saudade

No final das contas, ela pôde rever muitas pessoas que eram do convívio dela, mas ela não estava no meio onde ela vivia… que acredito que foi positivo… foi emocionante rever o Pediatra deles tão querido (Dr. Valentim), a nossa super cabeleireira (Fani), a nossa companheira de sempre…Tia Crisss, sem falar de amigos de tantos anos… que se fosse descrever, seria uma lista imensa! Foram todos encontros rápidos, mas que já serviu para nos sentirmos em casa! Sabemos que não deu tempo de rever nem 1/3 das pessoas que gostaríamos de visitar…

viverbembom dona fiuca ribeirão preto blogdafamilia

Mas, afinal de contas, qual é a conclusão que podemos tirar desta situação? Foi bom ou ruim?

A meu ver, foi ótimo! Pois, em nenhum momento, ela refugou dizendo que queria voltar a morar em Ribeirão Preto ou chorar na hora de dizer tchau… Para dizer a verdade, parecia um”mini adulto”: ficou muito, mas muito feliz de rever as pessoas e contar das suas novidades de Santos e na hora de dizer tchau falou que estava esperando todo mundo nas férias! Linda, né?

Por um outro lado, descobri que ela está com uma queda de cabelo um pouco forte, que pode ser resultado de tudo que passou emocionalmente, portanto acredito que não ter dado certo tudo que estava proposto, foi bom também!

Outro ponto que acredito que ajudou muito, foi a super IRMÃ “Tatá” ter ido viajar no feriado conosco, afinal fazia mais de uma mês que não a víamos e todos estávamos com muitas saudades!

Cabine avião viver bem bom blog dá família

Agora, a maior certeza de que tudo deu certo, foi hoje ela ir para a escola toda feliz porque queria contar aos seus amigos todas as novidades da semana passada!!!

Será que posso considerar a adaptação uma página virada??? Lógico que SENTIR SAUDADES é algo que faz parte de nós! E considero um sentimento positivo, afinal mostra que demonstramos afeto e amor para com as pessoas que nos rodeiam. Sentimos saudades não só das pessoas, mas também de locais, de épocas que já vivemos…

Qual é a opinião de vocês? Já passaram ou passam pela mesma situação? Vamos compartilhar nossas experiências… assim o coração de mãe fica mais calmo hehehehehe! um beijão e até mais…

 

 

 

Precisamos de ajuda: quais são os melhores passeios em família para fazermos em GRAMADO?

Demorou, mas conseguimos!

Como escrevi AQUI, pedi opiniões a vocês sobre qual seria uma viagem legal em família para fazermos em julho.
Recebi várias dicas legais, mas a que mais apareceu e que eu sempre quis levar o Juninho e as crianças foi para GRAMADO.
image
Então, está decidido: a Família Viver Bem Bom vai para a região SUL do país, mas fizemos uma pequena mudança: vamos agora no feriado do Corpus Christi.
Comprei todas as passagens com milhas e como muitos hotéis não comportavam a nossa família em um quarto apenas, resolvi alugar um chalé em uma pousada super bonita, nova e que possui cozinha. O preço saiu bem mais em conta ( um terço do que estava se ficássemos em hotel) sem falar que o fato de ter cozinha me agrada muito para poder lavar mamadeira, poder esquentar uma papinha, ter mais espaço… depois conto se o lugar é realmente o que falam nos comentários ( detalhe: fiz a compra pela decolar.com)
image
Vamos para Porto Alegre e lá, no aeroporto, vamos alugar o carro e as cadeirinhas das crianças.
Agora, preciso de vocês novamente!!!!
Chegaremos na quarta-feira cedo e iremos embora no domingo à tarde. O que vocês sugerem como programação?
Quando fui, era muito nova e não tinha nem metade do que a cidade proporciona hoje, estou meio perdida do que vale a pena realmente fazer…. Lembrando que estaremos com o Benício de 1 ano e 3 meses, Chiara de 4 anos e a Marina de 14 anos… Ou seja, precisamos dividir os passeios de uma forma que agrade a todos.
Ah, sem falar que também preciso de indicações de restaurantes… Não vejo a hora de saborear um CAFÉ COLONIAL, mas são tantas opções…
Portanto: HEEELLLLLLPPPPPPP, PLEASE!
Queria agradecer a todos pela ajuda na escolha da nossa viagem!
Agora,  conto com vocês mais uma vez….
Um grande beijo!
Camila

Sugestão de viagem em família – Brotas Eco Resort

Oi gente! Tudo bem?

 

Como todos sabem, gostamos muito de viajar e, neste final de semana, pudemos aproveitar um local muito gostoso para a diversão em família.

É o Brotas Eco Resort, que fica na cidade de Brotas, a 248 km da cidade de São Paulo. Desde a época de namoro, nós freqüentávamos este local para fazer atividades radicais e agora aproveitamos mais light com as crianças.

No vídeo, vocês verão as imagens mostrando um pouco sobre a infraestrutura do local: piscinas, playgrounds, refeitórios, fazendinha, monitoria, enfermaria, brinquedoteca, ou seja, amo este local porque em todas as atividades é possível aproveitar muito com as crianças. Sem falar da comida super caseira. Uma delícia! É produzida inteiramente com os produtos produzidos na fazenda.

E, se por acaso, vocês curtirem atividades de ecoturismo, como rafting, rapel, bóia cross… há a possibilidade de deixar as crianças com babás que o hotel oferece. Agora, se as crianças tiverem por volta de 5 anos, há o rafting infantil também.

E o que achei mais interessante: se a família tiver animal de estimação, não há problemas!!! Eles autorizam a entrada  no resort…não é o máximo? É porque realmente não atrapalha, pois o local é muito grande e os quartos são bem independentes.

Fica a dica para as férias, feriados e finais de semanas!

O site do Brotas Eco Resort é: http://www.brotasecoresort.com.br/

Telefone para contato: (19) 7831-3214 – Rodrigo

Confiram o vídeo….

Um beijão e até mais!