Quando mudamos de cidade é saudável levar a criança para matar a saudade dos amigos?

Oi pessoal?

Que dilema este tema, né? Pois bem, na semana passada, passamos dois dias em Ribeirão Preto resolvendo alguns assuntos e nos deparamos com uma questão importantíssima: como reagir com a Chiara?!? Ela deu tanto trabalho de adaptação e, bem agora, depois de 5 meses da mudança, que tudo parece estar voltando à normalidade, vamos colocá-la novamente em desiquilíbrio emocional??? Afinal, rever os amigos é bom ou ruim???

Vocês podem imaginar como ficou a nossa cabeça… mas ao mesmo tempo, ela estava tão feliz de estar na cidade que ela nasceu…não parava de falar dos amigos, do local onde morava… tenho que confessar que não tinha noção nenhuma do que fazer!!! Meu marido queria poupá-la ao máximo… eu já queria tratar o assunto com naturalidade, ou seja, deixá-la rever as pessoas sem restrição e, no fim… o destino tratou de ajeitar a situação. Vocês devem estar se perguntando: como assim, Camila? Destino??? Isto mesmo! Já vou explicar…

O meu desejo era levá-la à escola para reencontrar os amigos e as professoras e levá-la ao condomínio onde morávamos para reencontrar os amigos de lá, mas em conversa com o maridão, cedi algumas coisas e ele outras… ou seja, sabíamos de duas pessoas que ela não poderia deixar de ver: seu super amigo GuiGui e a sua segunda mãe, a “Bá” dela (a Vânia, que cuidou dela desde que nasceu!) Se ela não os encontrasse, ela morreria hehehehe… Então, concordei em não levá-la à escola e ela passou uma tarde inteira com o amigo em um shopping e encontrou com a “Bá” logo que chegou. Pronto, as duas pessoas mais requisitadas garantidas!!! Agora, onde entra o destino? Como cedi na escola, o Juninho cedeu no condomínio, então ela iria ao condomínio comigo, mas a tarde foi tão intensa com o Gui que ela simplesmente, desmaiou de cansaço, não acordou por nada! Sem falar que a falta de tempo também foi um fator complicador, ou íamos nos locais na hora exata ou não íamos mais!

viver bem bom blog dá família amizade saudade

No final das contas, ela pôde rever muitas pessoas que eram do convívio dela, mas ela não estava no meio onde ela vivia… que acredito que foi positivo… foi emocionante rever o Pediatra deles tão querido (Dr. Valentim), a nossa super cabeleireira (Fani), a nossa companheira de sempre…Tia Crisss, sem falar de amigos de tantos anos… que se fosse descrever, seria uma lista imensa! Foram todos encontros rápidos, mas que já serviu para nos sentirmos em casa! Sabemos que não deu tempo de rever nem 1/3 das pessoas que gostaríamos de visitar…

viverbembom dona fiuca ribeirão preto blogdafamilia

Mas, afinal de contas, qual é a conclusão que podemos tirar desta situação? Foi bom ou ruim?

A meu ver, foi ótimo! Pois, em nenhum momento, ela refugou dizendo que queria voltar a morar em Ribeirão Preto ou chorar na hora de dizer tchau… Para dizer a verdade, parecia um”mini adulto”: ficou muito, mas muito feliz de rever as pessoas e contar das suas novidades de Santos e na hora de dizer tchau falou que estava esperando todo mundo nas férias! Linda, né?

Por um outro lado, descobri que ela está com uma queda de cabelo um pouco forte, que pode ser resultado de tudo que passou emocionalmente, portanto acredito que não ter dado certo tudo que estava proposto, foi bom também!

Outro ponto que acredito que ajudou muito, foi a super IRMÃ “Tatá” ter ido viajar no feriado conosco, afinal fazia mais de uma mês que não a víamos e todos estávamos com muitas saudades!

Cabine avião viver bem bom blog dá família

Agora, a maior certeza de que tudo deu certo, foi hoje ela ir para a escola toda feliz porque queria contar aos seus amigos todas as novidades da semana passada!!!

Será que posso considerar a adaptação uma página virada??? Lógico que SENTIR SAUDADES é algo que faz parte de nós! E considero um sentimento positivo, afinal mostra que demonstramos afeto e amor para com as pessoas que nos rodeiam. Sentimos saudades não só das pessoas, mas também de locais, de épocas que já vivemos…

Qual é a opinião de vocês? Já passaram ou passam pela mesma situação? Vamos compartilhar nossas experiências… assim o coração de mãe fica mais calmo hehehehehe! um beijão e até mais…

 

 

 

Doação: vocês já ouviram falar sobre a “Cantinho do Céu” em Ribeirão Preto?

Moradores de RP e do Brasil!!!

Ontem realizamos mais uma doação para uma instituição daqui de Ribeirão Preto – a Cantinho do Céu – lar dos exepcionais.

Tudo começou porque recebi e-mails aqui no blog falando que viram os posts sobre a doação no Ribeirão Verde (CLIQUE AQUI para conferir) e que gostariam de doar várias coisas (brinquedos, roupas…) para o Viver Bem Bom escolher uma entidade para realizar a ação.

E ontem, fomos a casa da D. Nivanda, por sinal, muito obrigada a esta família, pois eles doaram muiiiiitttttaaaaaa coisa, aproveitamos que estávamos perto e resolvemos entregar tudo na Cantinho do Céu.

image

image

Eu não conhecia a instituição pessoalmente, mas estou muito feliz de ter escolhido este local, pois eles são um exemplo de dedicação, empenho e amor às pessoas que moram lá. Conhecemos toda a estrutura, que por sinal é super bem organizada e fiquei abismada como os funcionários dão a vida por estas pessoas.  Eles atendem 64 pacientes, atualmente, de 2 a 44 anos, todos com paralisia cerebral, porém de diferentes níveis. A maioria mora lá, pois a família abandonou (absurdo!) ou, simplesmente porque não podem sair porque precisam de atendimentos especiais.

A Cantinho do Céu vive de doações e, por incrível que pareça, eles praticamente não recebem ajuda da prefeitura e do governo….eles organizam bingos, eventos, recebem ajuda financeira de empresas e pessoas físicas e também confeccionam roupas de prematuros (para comprar, só ir direto lá), sem falar que tudo é produzido por eles…. desde os lençóis até a cadeiras de rodas, eles aproveitam tudo que ganham e adaptam para algo útil…simplesmente fantástico.

Bom, ficaria dias e dias…falando sobre este local porque realmente é um EXEMPLO a ser seguido!!! Se você mora aqui em Ribeirão Preto, vale a pena ir lá conhecer, se vc. não é, este é o link do site  http://www.cantinhodoceu.org/ e seguem abaixo as formas de ajudar (tem também no site).

Vale lembrar que eles retiram as doações em casa, ou seja, apenas precisamos nos preocupar em separar os itens e ter a vontade de ajudar!!!! Vamos???? Endereço e telefone: Rua Rio Verde, 352 – Vila Albertina, Ribeirão Preto, 14060-190 / (16) 3622-2660

Sem falar que você sai de lá valorizando e agradecendo mais ainda a sua vida e de todos a sua volta, precisamos SEMPRE AGRADECER POR TUDO QUE TEMOS E QUE SOMOS e pedir proteção a estas pessoas que realmente necessitam de atenção e ajuda!
Beijos a todos e verifiquem abaixo como ajudar!!!!
Como ajudar (texto retirado do site)

Você pode apoiar o Cantinho do Céu de várias formas:

– Trabalho voluntário Se você tem formação técnica nas áreas de fisioterapia, medicina, pedagogia e outras áreas e deseja realizar um trabalho voluntário com as pessoas atendidas pelo Cantinho do Céu.

– Através de doação de dinheiro Para atender com o amor e qualidade que oferecemos há mais de 50 pessoas, geramos uma despesa mensal média de mais de R$ 100.000,00. Todo apoio seja pessoal, entrando no quadro de associados (aonde você define um valor de contribuição mensal e uma pessoa de nossa equipe irá em sua residência retirar o valor, com toda a comodidade) ou empresarial através de patrocinios é fundamental para mantermos o atendimento à comunidade. Conta – Banco do Brasil: Ag 0028-0  Conta 5715-0

– Comprando e doando móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e roupas Oferecemos em nossos bazares uma grande variedade de produtos em ótimo estado, vendidos em nossa sede. Também aceitamos doações de produtos bem conservados e inclusive disponibilizamos nosso veículo para a retirada. Visite nosso bazar na Rua Bahia, 2185.

– Participando de nossos eventos Marque sua presença em nossos jantares, bingos e apresentações.

 

Fraldas de pano modernas: vocês sabem como funcionam?

Gente, tudo bem?

Este item sempre foi algo que nunca cogitei utilizar dentro de casa com as crianças, mas depois desta entrevista com a nossa amiga Thaiane Caetano, fiquei muito curiosa para saber se sou capaz de usar e também porque fiquei preocupada com o meio ambiente, afinal vocês  irão ver quanto tempo leva para uma fralda descartável se decompor…é assustador!!!

No vídeo, eu assumo o compromisso que vou testar…Thai…preciso de uma fralda de pano para cumprir o prometido, hein?????

Amei este bate-papo cheio de informações valiosissímas: falamos sobre como lavar, preço, modelos, tecidos, como usar…. Obrigada amiga!!!

E vocês são adeptas? Pensaram nesta possibilidade? Ou são do grupo nem pensar como eu era?

Confiram….bjs e até mais!

Blogagem Coletiva: É da nossa conta sim! Trabalho infantil e adolescente #semtrabalhoinfantil

Semana passada ocorreu o lançamento oficial da campanha “É da nossa conta! Trabalho Infantil e Adolescente”, da Fundação Telefônica, com o apoio da UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a OIT (Organização Internacional do Trabalho). O projeto possui o apoio de diversas pessoas, entre elas: Maurício de Sousa, que desenvolveu um gibi especial da Turma da Mônica sobre o assunto; e da Daniela Mercury, embaixadora da Unicef.

Nesta semana, fomos convidados para participar de uma BLOGAGEM COLETIVA sobre a temática para estimular a conscientização das pessoas, divulgar a causa, debater, estimular ações de comprometimento, ou seja, tudo que for necessário para a erradicação do trabalho infantil e do adolescente.

Estou muito feliz em poder cooperar com esta causa, mas confesso que demorei para escrever o post porque nunca tive um contato real com este tema na minha vida toda…nem em casa, nem ao meu redor (lógico que já vi crianças pedindo dinheiro no farol ou vendendo algo), mas o que quero dizer é que, depois de ler vários post de blogs amigos, reparei que a problemática é muito mais presente e mais próxima do que eu imaginava e portanto, agradeço a Deus, pois sempre fui uma privilegiada!

Quando pensamos em trabalho infantil, logo ligamos com a pobreza, pensamos em comunidades que vivem em condições precárias, ou que vivem em situações que caracterizam o trabalho escravo, mas depois de ler algumas estatísticas no site da Fundação da Telefônica Promenino acredito que não sejam apenas estes os motivos, afinal 1 entre 10 crianças são vítimas de trabalho infantil hoje no Brasil, fiquei indignada, algo está muito errado!

Criança tem que brincar, criança tem que estudar, criança tem que ser criança! Precisamos estimular o “brincar saudável” porque nos dias de hoje, se as nossas crianças não são estimuladas para isso, elas ficam o dia inteiro na frente da TV ou do vídeo game.

Sei que uma educação não se baseia apenas só no brincar, há um conjunto de fatores a ser formado, e acredito que um deles é ensinar aos nossos filhos responsabilidades do “dia-a-dia”, tais como: arrumar o que está jogado, cuidar e zelar pelos seus brinquedos, ensinar a guardar suas roupas…para que eles tenham saibam valorizar o que possuem,  mas isto é muito diferente do trabalho doméstico forçado,  como, por exemplo, crianças e adolescentes que não vão há escola porque têm que limpar a casa…absurdo!!!

Se vocês estão vivendo ou sabem de famílias que praticam o trabalho infantil e do adolescente, denunciem ao Conselho Tutelar de sua cidade, ao Ministério Público, a um Juiz de Infância, ou pelo telefone do Disque 100 ou pelo site www.disque100.gov.br

O link abaixo, explica como podemos ajudar, vale a pena conferir:

http://www.promenino.org.br/Homes/Comoajudar/tabid/285/Default.aspx

Mais informações da campanha, vocês também encontram em:

http://www.samshiraishi.com/e-da-nossa-conta-trabalho-infantil-e-adolescente/

Precisamos ajudar a combater: trabalho infantil e adolescente É DA NOSSA CONTA SIM!!! Participem da campanha…compartilhem ações, pensamentos…ATITUDES!!! #semtrabalhoinfantil

 

 

Confiram como foi o nosso Dia das Crianças!

Oi gente!

 

Dia das Crianças acredito que seja a data mais esperada pelas crianças depois do Natal, né? E apesar de termos toda a questão do consumismo exacerbado que ainda toma conta da gente (depois farei um post somente sobre este assunto) …. esta é uma data especial, pois, sem querer,  os pais viram crianças novamente e se sentam para brincar com seus filhos,

Hoje brinquei de pintar o cabelo da Barbie, de carrinho, de escrever na lousa e, o mais interessante, é que relembrei muito a minha infância….quando joguei com a Chiara dois jogos que também ganhei na infância…que é o Boca Rica e o Cara a Cara…..me diverti muito!!! Vocês também devem ter jogado muito estes jogos quando eram crianças…..

Foi um dia muito gostoso…mas o melhor foi quando eu vi o Benício brincando muito com uma simples bexiga….ele se matava de rir…batia a bexiga no chão….foi o máximo!!! Como precisamos de pouco para sermos felizes…. e muitas vezes não damos valor, né?

E aproveitando este ato de sinceridade e de ingenuidade do meu filho, queria mostrar para vocês como foi o nosso dia em família. Confiram…

Um beijo grande no coração de cada um de vocês!

Lembrem-se: sejam crianças mais vezes durante o ano e curtam sempre em família….fica a sugestão! Até mais.

 

 

Incentivando a Chiara a doar seus brinquedos

Oi gente,

Ontem, aqui em casa, tivemos uma missão quase impossível: pedimos para a Chiara separar seus brinquedos para doação. Usamos da tática que o Dia das Crianças está chegando e que para ganhar outros brinquedos, ela precisaria doar os que já não brinca mais, os que ela têm muitos, como bonecas, por exemplo, e explicamos que há muitas crianças que não possuem brinquedos para se divertir….e por aí foi!

Vocês irão conferir no vídeo o resultado, mas em alguns momentos ela separou e colocou na sacola sem titubear, mas em outras….a psicologia teve que ser forte! No final, tudo deu certo e a sacola ficou lotada de brinquedos!!!

Depois eu fui pesquisar (na verdade, fiz ao contrário, deveria ter pesquisado antes, mas tudo bem….) se tínhamos interagido com a Chiara de uma forma apropriada…e descobri que conseguimos. Vejam um trecho de uma matéria da Revista Claudia:

“Como incentivar os filhos a doarem brinquedos – Ensinar nossos filhos a conjugar o verbo doar, além de ser um exercício de solidariedade, os ajudará a entender que só há lugar para o novo quando nos desfazemos do velho. Escolha com eles quais roupas e brinquedos serão doados para que recebam novos e deixe que as crianças decidam a quem desejam oferecer os presentes. Os pais devem dar o exemplo e separar o que vão doar também. Sempre que possível leve os pequenos na hora de entregar o que separaram. Outra lição que se transmite é que quem doa acredita na abundância e terá sempre; já quem retém aposta na escassez. Educação financeira também trata de comportamento e escolhas.” Revista Claudia – 23/09/2011 http://claudia.abril.com.br/materia/ensine-seu-filho-a-reciclar-doar-brinquedos-e-respeitar-ordens/?p=/familia-e-filhos/criancas-e-adolescentes

Estes brinquedos serão doados para Campanha do Ribeirão Verde daqui de Ribeirão Preto. Se você quiser ajudar, fica o link que explico todos os detalhes da campanha. Participe!!! Ficaremos muito felizes! http://viverbembom.com.br/campanha-de-doacao-ribeirao-verde-participe-voce-tambem/

Agora com vocês….Chiara e seus brinquedos!!!

 

Mamães e Negócios – Thaiane Caetano explicando TUDO sobre o Sling

Oi gente, vocês sabem o que é o Sling?

O Sling  é uma faixa de tecido que serve para carregar o bebê.
Dizem que traz muitos benefícios, tanto para o bebê como para a mamãe. Mas vou deixar esse assunto para a nossa amiga, Thaiane Caetano, que além de saber tudo sobre Sling, produz também. Eu já encomendei o meu…. confiram!