Relação sexual após nascimento dos filhos

Genteeeem, que assunto complicado, né? Como manter a vida de casal com a chegada dos filhos? Afinal, a relação sexual existe???

Esta imagem é ótima!!! Vocês devem me achar louca, mas este é meu sonho de consumo..hehehehe foto: www.gironatela.com

Esta imagem é ótima!!! Vocês devem me achar louca, mas este é meu sonho de consumo..hehehehe / foto: www.gironatela.com

 

As adaptações, os receios, a falta de foco no parceiro… vishhiii quantas indagações???

Tenho que confessar que tinha muito medo das mudanças. Tinha medo de não saber o que ia acontecer… e me aterrorizava com que outros casais com filhos contavam: aquelas brincadeirinhas sem graça e fora de hora que sempre apareciam na conversa – vocês são loucos, filho muda tudo… preparem-se para nunca mais ter tempo para nada…blá blá blá.. afff, desnecessário!

Bom, a Chiara nasceu e, na minha opinião, a partir deste momento (quando nasce o primeiro filho) que você comprova se o amor do casal é mesmo verdadeiro. Sabe, o que o padre diz: na alegria, na tristeza, na saúde, na doença…. E assim por diante! Afinal, principalmente nas primeiras semanas e meses, o casal se anula e vive para o seu mais puro e intenso amor, seu filho.

Isto mesmo.. quando viramos pais e mães, é quando descobrimos o amor incondicional… aí começa um grande  dilema na vida do casal: se eu achava que meu amor incondicional era pelo meu marido e depois descubro que o maior amor que sinto é pelos meus filhos, como fica o amor que sinto pelo meu marido?? Nosssaaaa, que nó na cabeça!!! Apesar do amor de filho e marido serem coisas completamente diferentes, há muitos casos da mãe esquecer do seu lado esposa e ser somente mãe, e isto acontece muuiiiitttooo, mesmo porque nossos hormônios estão lá no pé de tão baixos, a nossa aparência está péssima porque o corpo pós gravidez ninguém marece, sem falar do nosso perfume diário que passa a ser leite estragado!!! Ah… E não posso esquecer da cena de quando as crianças dormem e um olha para outro e diz… Transar ou dormir??? Sem dúvida, escolhemos o dormir….hehehehehe

Agora,uma notícia boa: na vida, tudo se adapta…..e, aos poucos, os casais que são realmente CASAIS DE VERDADE, acostumam-se com a nova vida e encontram novas maneiras de de deixar a “chama acesa da paixão”.  Não será como antes, mas dependendo do casal pode ser muito melhor. O que posso dizer é que o companheirismo tem que falar mais alto e sem desespero, pois aos poucos tudo volta ao normal. Lembrando que cada casal vai encontrar o seu jeito novo de manter uma atração sexual ativa. Lógico que a palavra acomodação não pode estar no nosso vocabulário, precisamos investir no nosso relacionamento, afinal milagres não existem.

Seguem abaixo algumas dicas, nas quais muitas eu sigo, outras não fazem parte da nossa realidade, mas sei que dá certo para outras pessoas:

Apresentação pessoal: só falo uma coisa, como manter uma atração pelo parceiro em alta, se fica com aquelas olheiras enormes, cabelos desarrumados, pijama o dia inteiro… repito: milagre não existe! Precisamos estarmos bem com o nosso “EU” para agradar o outro… estar sempre cuidada, unhas feitas, maquiagem básica, roupas atraentes…

Tudo bem que não somos uma Gisele Bundchen, mas a nossa deusa interior pode se sentir, né? foto: www.vebidoo.de

Tudo bem que não somos uma Gisele Bundchen, mas a nossa deusa interior pode se sentir, né?/  foto: www.vebidoo.de

Carinhos constantes: com o tempo corrido, às vezes esquecemos de tocar a pessoa que juramos amor esterno. Beijos fora de hora, andar de mãos dadas, carinhos na perna enquanto o outro está dirigindo, coisas simples, mas que fazem a diferença para manter o entrosamento do casal em alta. Estimular o toque!

As famosas rapidinhas serão uma constante na vida do casal: se o casal não é adepto a este modelo, podem começar a achar graça neste estilo de sexo… lembrem-se: criatividade é tudo!!! hehehehehe

Um dia na semana, no mês, só para o casal: Uma viagem só os dois de poucos dias, um jantar, um cinema, um passeio… algo que vocês sempre faziam quando não tinham filhos. Esta é uma dica que não pratico muito, para vocês terem noção, nunca mais viajamos  sozinhos sem os filhos nem por um dia. Mas cada casal tem um jeito de lidar, sabemos que hoje, viajar sem eles, não será sinônimo de curtição e sim, ficaremos sentindo-nos culpados e não iremos aproveitar nada, mas quando parentes estão em casa, aproveitamos para dar umas fugidinhas básicas!

E se não der para sair, que tal fazer um jantar romântico em casa? Lógico, que depois que os pimpolhos dormirem, né?

E se não der para sair, que tal fazer um jantar romântico em casa? Lógico, que depois que pimpolhos dormirem, né? foto: www.bolsademulher.com.br

 

Outros estímulos: Como um filme mais picante, ou um livro, bilhetes, mensagens… importante não esquecer de datas românticas como aniversário de casamento, dia dos namorados ou mesmo quando fazemos uma surpresa em datas nada específicas. Não estou falando de presentes, consumismo, estou falando de atitudes que resgatem o casal, a essência do marido e mulher… E esquecer um pouco do papel de mãe e de pai!

Quando comecei a ler esta trilogia, eu tinha vergonha de estar lendo este tipo de livro, mas por trás de tanta "baixaria", há uma linda história de amor. Simplesmente YARRRRR! Só quem leu, sabe que estou falando ehehehehe foto: www.enjoei.com.br

Quando comecei a ler esta trilogia, eu tinha vergonha de estar lendo este tipo de livro, mas por trás de tanta “baixaria”, há uma linda história de amor. Simplesmente YARRRRR! Só quem leu, sabe que estou falando hehehehehe. Se vc. ainda não leu e quer “apimentar” sua relação, super indico!!!     foto: www.enjoei.com.br

Na verdade, a mensagem que quero passar com este post polêmico é mostrar que é possível ter um casamento feliz, uma relação de marido e mulher, mesmo com muito filhos. Lógico que temos saudades do tempo de recém-casados, onde não tínhamos hora para acordar e que tínhamos o controle total  das nossas ações,  mas a palavra é PERMITIR, não sinta-se culpado que um dia você está com vontade de passar o dia inteiro na cama  com o seu companheiro, assistindo filme… Sem horário para nada, enquanto seus filhos estão passando o dia com a avó. O que não podemos fazer é transmitir a responsabilidade de criação dos nossos filhos para  alguém, por exemplo, deixar todos os dias os filhos com a avó porque vamos para a balada todo santo dia! Absurdo, sem cabimento, né?

Equilíbrio é o segredo! Tudo que é extremo, seja para mais ou para menos, não é saudável! Pensem nisto e vamos cada vez mais comemorar os anos que passamos ao lado dos nossos amores eternos!!! Sejam felizes, façam a outra pessoa feliz!

E para terminar… SIIIMMMMMM é possível ter relação sexual após o nascimento dos filhos! 

Qual é a opinião de vocês? Compartilhem conosco!

Um grande bj e até mais!

 

Especial grávidas: quando surge o colostro?

 O post de hoje é dedicado para as gravidinhas de primeira viagem e que talvez já estejam desesperadas com este mito “de quantidade de leite que irão  produzir ou não”.
E este desespero já começa a aparecer quando temos a notícia que antes do leite aparecer, desce um líquido amarelado que os médicos chamam de COLOSTRO.
Como vocês já me conhecem bem, nem preciso falar que na gravidez da minha primeira filha, nem imaginava que isto surgia e muito menos sabia para que servia!!!  Só fiquei sabendo da existência, depois que a Chiara nasceu e que ela veio mamar a primeira vez. Foi neste momento que orientaram-me para não ficar desesperada que o leite só descia para valer depois de uns 5 dias e que esta substância amarelada era muito importante para os primeiros dias do recém-nascido.
COLOSTRO
Colostro armazenado – foto retirada da matéria do site: http://doulalondrina.blogspot.com.br/2012/11/o-que-e-o-colostro-quais-seus.html
Bom, como tudo que sei é por experiência, fui atrás da minha amigona e super profissional, a ginecologista Dra. Flávia Maciel de Aguiar, de Ribeirão Preto, do blog Gravidinhas e Mãezinhas para explicar  como é este processo do surgimento do colostro. Vejam o que ela escreveu:

“O colostro pode começar a ser produzido bem antes do parto, geralmente no último trimestre, ou só ser produzido após o parto. Varia muito de mulher para mulher, inclusive a quantidades que sai de colostro em cada mamada. A apojadura, que é a descida do leite, surge normalmente em 72 horas, mas pode ser antes ou vários dias depois.”

Bom, em poucas palavras, ela disse tudo! Portanto, não fiquem desesperadas se da prima, vizinha, amiga, cunhada….foi diferente do seu tempo!!! Cada um é cada um e digo mais: cada gestação é totalmente diferente da outra, ou seja, nao é porque você teve algo em uma que vai ter na outra, vice-versa. Não há regras inflexíveis.
O importante é relaxar e curtir o momento. E, se por acaso, tiver dificuldades com a amamentação, procure o banco de leite da sua cidade como escrevi AQUI! Elas são umas fofas e fazem questão de ajudar e receber ajuda!
Amamentar é algo divino que não pode ser associado  com sofrimento e sim com realização e satisfação de poder fornecer o melhor alimento ao seu filho! No começo nada é fácil, mas com o tempo específico de cada um, o bebê e a mãe se conhecem melhor e tudo se encaixa!!!
Vejam os benefícios deste líquido mágico:
image

Com vocês….8 meses de Benício!!!

 Oi pessoal,

Hoje é um dia importante, pois há 8 meses atrás nascia uma “pessoinha” muito especial para integrar a nossa família: o Benício.

Para quem não sabe, escolhemos este nome porque significa “HOMEM DE BEM”, que está sempre bem…que faz o bem!!!!

Então, para curtirmos a retrospectiva dele nestes 8 meses de vida, seguem algumas fotos que queremos compartilhar com vocês.

Um beijo e até mais!!!

Ahhh…e para vc., Benício, segue um recadinho do seu pai, já que ele está viajando:

“Hoje o Papai não está do seu ladinho, mas encontrar fotos e relembrar momentos que vc ja proporcionou a nós…..chega doer de tanto amor….vc é o homem da minha vida! te amo! bjs Papai”

 

Cuidados com dente do bebê

 

 Oi gente!!!

Esta semana, acompanhei no meu facebook  (Camila Mamãe Viver Bem Bom), a preocupação da minha amiga Siméia Hummel com sua filhinha ,Esther, que ainda não tem nenhum dente.

Pesquisando na rede acabei encontrando essa matéria bem legal da Revista Crescer (fonte: http://revistacrescer.globo.com)

São dicas importantes… confiram:

Quando os primeiros dentes do bebê começam a aparecer, geralmente entre 4 e 10 meses (viu Siméia???? sem neuroses!!!), você vai perceber que ele vai ficar irritado, querendo colocar tudo na boca para aliviar a dor e a coceira. A salivação também vai aumentar – e ele vai babar (ainda!) mais. Deixá-lo com babador vai facilitar muito. Outros sinais podem aparecer, como algum tipo de machucado, sangramento ou inchaço e até febre.

No entanto, segundo a odontopediatra Ana Lídia Ciamponi (SP), esse aumento da temperatura está mais relacionado com uma possível infecção causada pela contaminação de bactérias, já que ele tende a levar mais brinquedos à boca para coçar a gengiva, do que com o nascimento dos dentes em si.

Para ajudar o seu filho, ofereça mordedores de borracha, que ajudam a massagear a gengiva. Os que possuem gel dentro têm um efeito ainda melhor, já que podem ser levados à geladeira e, frios, amenizam ainda mais a dor. O mesmo vale para sucos e alimentos gelados que agem como anestésicos.

Segue um post que fiz sobre dicas de mordedores: http://viverbembom.com.br/dica-de-mordedores/

“O gel anestésico não é recomendado porque a salivação aumenta neste período e, por isso, o efeito acaba rapidamente”, diz a odontopediatra Isa Gontijo (SP). Além disso, uma pesquisa recente da FDA (Food and Drug Administration) – órgão de controle de alimentos e medicamentos norte-americano, – mostrou que a benzocaína, presente na maioria dos géis destinados a aliviar a dor da dentição, pode causar falta de oxigenação em todos os órgãos devido a uma doença rara e até fatal chamada metahemoglobinemia.  (eu uso muito o Camomilina C – alivia bastante – como o Benício não pega mamadeira, eu abro o comprimido e vou passando o pózinho na gengiva dele – mas consultem um médico antes)

Cuidados com a higiene

O cuidado com os dentes começa antes mesmo de nascerem. O ideal é passar uma gaze ou fralda umedecida com água filtrada por toda a boca, limpando gengiva, bochechas e língua, para remover os resíduos do leite.

Além da fraldinha, na Chiara, usei muito este coelhino para massagear e limpar a boquinha dela.

 

 

 

No 6º mês, quando costumam aparecer os primeiros dentes, passe a usar uma dedeira. Com ela, faça movimentos suaves.

Eu usei muito esta dedeira com a Chiara, preciso começar a usar com o Benício…relaxei um pouco!!! Mas este assunto é sério demais para acomodarmos, né?

Escova de dentes para bebê

 

O procedimento já é um treino para a escovação, que pode ser feita a partir de 1 ano, com escova de dente macia e pasta com flúor,segundo recomendação da Associação de Odontopediatria e do Ministério da Saúde. Na hora da compra, veja se o creme dental tem flúor a uma concentração de 1.100 ppm (observe essa informação na embalagem do produto). A quantidade usada na escova deve ser equivalente a um grão de arroz apenas. Mesmo que o seu filho engula um pouquinho, não há risco para a saúde dele. Essa limpeza é fundamental para evitar, desde cedo, que a criança tenha cárie.

Segue um post que fiz sobre tornar a escovação mais lúdica: http://viverbembom.com.br/sugestoes-para-uma-escovacao-de-dente-divertida/

Lembre-se: os dentes de leite são importantes para a saúde bucal da criança e têm um tempo certo para ficar na boca (até por volta dos 6 anos e meio, em média, quando inicia a troca dentária), já que preparam a arcada dentária para receber os permanentes e ajudam na mastigação e na fala.

Longe da cárie

Para impedir que a vilã dos dentes apareça, veja três dicas práticas:

• A cárie adora o açúcar refinado presente em alguns alimentos, sucos prontos, biscoitos e até mostarda. Doces pegajosos, como brigadeiro e balas, são mais perigosos porque grudam no dente e deixam restos difíceis de serem retirados. Tente equilibrar o consumo dessas guloseimas, e nunca mergulhe a chupeta do seu filho em nada adocicado.

• Não é legal que seu filho adormeça mamando (se o leite for adoçado, pior) porque, durante a noite, produzimos menos saliva, que faz uma autolimpeza nos dentes. Sem essa proteção extra, eles ficam mais expostos às bactérias. Então, após essa mamada, dê um pouco de água para seu filho tomar e escove os dentes dele no dia seguinte. O mesmo vale se a criança acorda de madrugada e pede para mamar. A regra não cabe para o aleitamento materno exclusivo: não dê água, apenas faça a higienização no dia seguinte.

• Beliscar o dia todo é tão ruim quanto o consumo de açúcar porque a saliva, que faz aquela autolimpeza, não dá conta de manter tudo limpo, criando um ambiente propício para a placa bacteriana. ”

 

Meninas, sabem qual é o a conclusão de tudo isso??? É que temos que cuidar dos dentes dos nossos filhotes, mesmo quando ainda eles não o possuem!!!!! hehehe isto é vida de mãe… beijos