Relação sexual após nascimento dos filhos

Genteeeem, que assunto complicado, né? Como manter a vida de casal com a chegada dos filhos? Afinal, a relação sexual existe???

Esta imagem é ótima!!! Vocês devem me achar louca, mas este é meu sonho de consumo..hehehehe foto: www.gironatela.com

Esta imagem é ótima!!! Vocês devem me achar louca, mas este é meu sonho de consumo..hehehehe / foto: www.gironatela.com

 

As adaptações, os receios, a falta de foco no parceiro… vishhiii quantas indagações???

Tenho que confessar que tinha muito medo das mudanças. Tinha medo de não saber o que ia acontecer… e me aterrorizava com que outros casais com filhos contavam: aquelas brincadeirinhas sem graça e fora de hora que sempre apareciam na conversa – vocês são loucos, filho muda tudo… preparem-se para nunca mais ter tempo para nada…blá blá blá.. afff, desnecessário!

Bom, a Chiara nasceu e, na minha opinião, a partir deste momento (quando nasce o primeiro filho) que você comprova se o amor do casal é mesmo verdadeiro. Sabe, o que o padre diz: na alegria, na tristeza, na saúde, na doença…. E assim por diante! Afinal, principalmente nas primeiras semanas e meses, o casal se anula e vive para o seu mais puro e intenso amor, seu filho.

Isto mesmo.. quando viramos pais e mães, é quando descobrimos o amor incondicional… aí começa um grande  dilema na vida do casal: se eu achava que meu amor incondicional era pelo meu marido e depois descubro que o maior amor que sinto é pelos meus filhos, como fica o amor que sinto pelo meu marido?? Nosssaaaa, que nó na cabeça!!! Apesar do amor de filho e marido serem coisas completamente diferentes, há muitos casos da mãe esquecer do seu lado esposa e ser somente mãe, e isto acontece muuiiiitttooo, mesmo porque nossos hormônios estão lá no pé de tão baixos, a nossa aparência está péssima porque o corpo pós gravidez ninguém marece, sem falar do nosso perfume diário que passa a ser leite estragado!!! Ah… E não posso esquecer da cena de quando as crianças dormem e um olha para outro e diz… Transar ou dormir??? Sem dúvida, escolhemos o dormir….hehehehehe

Agora,uma notícia boa: na vida, tudo se adapta…..e, aos poucos, os casais que são realmente CASAIS DE VERDADE, acostumam-se com a nova vida e encontram novas maneiras de de deixar a “chama acesa da paixão”.  Não será como antes, mas dependendo do casal pode ser muito melhor. O que posso dizer é que o companheirismo tem que falar mais alto e sem desespero, pois aos poucos tudo volta ao normal. Lembrando que cada casal vai encontrar o seu jeito novo de manter uma atração sexual ativa. Lógico que a palavra acomodação não pode estar no nosso vocabulário, precisamos investir no nosso relacionamento, afinal milagres não existem.

Seguem abaixo algumas dicas, nas quais muitas eu sigo, outras não fazem parte da nossa realidade, mas sei que dá certo para outras pessoas:

Apresentação pessoal: só falo uma coisa, como manter uma atração pelo parceiro em alta, se fica com aquelas olheiras enormes, cabelos desarrumados, pijama o dia inteiro… repito: milagre não existe! Precisamos estarmos bem com o nosso “EU” para agradar o outro… estar sempre cuidada, unhas feitas, maquiagem básica, roupas atraentes…

Tudo bem que não somos uma Gisele Bundchen, mas a nossa deusa interior pode se sentir, né? foto: www.vebidoo.de

Tudo bem que não somos uma Gisele Bundchen, mas a nossa deusa interior pode se sentir, né?/  foto: www.vebidoo.de

Carinhos constantes: com o tempo corrido, às vezes esquecemos de tocar a pessoa que juramos amor esterno. Beijos fora de hora, andar de mãos dadas, carinhos na perna enquanto o outro está dirigindo, coisas simples, mas que fazem a diferença para manter o entrosamento do casal em alta. Estimular o toque!

As famosas rapidinhas serão uma constante na vida do casal: se o casal não é adepto a este modelo, podem começar a achar graça neste estilo de sexo… lembrem-se: criatividade é tudo!!! hehehehehe

Um dia na semana, no mês, só para o casal: Uma viagem só os dois de poucos dias, um jantar, um cinema, um passeio… algo que vocês sempre faziam quando não tinham filhos. Esta é uma dica que não pratico muito, para vocês terem noção, nunca mais viajamos  sozinhos sem os filhos nem por um dia. Mas cada casal tem um jeito de lidar, sabemos que hoje, viajar sem eles, não será sinônimo de curtição e sim, ficaremos sentindo-nos culpados e não iremos aproveitar nada, mas quando parentes estão em casa, aproveitamos para dar umas fugidinhas básicas!

E se não der para sair, que tal fazer um jantar romântico em casa? Lógico, que depois que os pimpolhos dormirem, né?

E se não der para sair, que tal fazer um jantar romântico em casa? Lógico, que depois que pimpolhos dormirem, né? foto: www.bolsademulher.com.br

 

Outros estímulos: Como um filme mais picante, ou um livro, bilhetes, mensagens… importante não esquecer de datas românticas como aniversário de casamento, dia dos namorados ou mesmo quando fazemos uma surpresa em datas nada específicas. Não estou falando de presentes, consumismo, estou falando de atitudes que resgatem o casal, a essência do marido e mulher… E esquecer um pouco do papel de mãe e de pai!

Quando comecei a ler esta trilogia, eu tinha vergonha de estar lendo este tipo de livro, mas por trás de tanta "baixaria", há uma linda história de amor. Simplesmente YARRRRR! Só quem leu, sabe que estou falando ehehehehe foto: www.enjoei.com.br

Quando comecei a ler esta trilogia, eu tinha vergonha de estar lendo este tipo de livro, mas por trás de tanta “baixaria”, há uma linda história de amor. Simplesmente YARRRRR! Só quem leu, sabe que estou falando hehehehehe. Se vc. ainda não leu e quer “apimentar” sua relação, super indico!!!     foto: www.enjoei.com.br

Na verdade, a mensagem que quero passar com este post polêmico é mostrar que é possível ter um casamento feliz, uma relação de marido e mulher, mesmo com muito filhos. Lógico que temos saudades do tempo de recém-casados, onde não tínhamos hora para acordar e que tínhamos o controle total  das nossas ações,  mas a palavra é PERMITIR, não sinta-se culpado que um dia você está com vontade de passar o dia inteiro na cama  com o seu companheiro, assistindo filme… Sem horário para nada, enquanto seus filhos estão passando o dia com a avó. O que não podemos fazer é transmitir a responsabilidade de criação dos nossos filhos para  alguém, por exemplo, deixar todos os dias os filhos com a avó porque vamos para a balada todo santo dia! Absurdo, sem cabimento, né?

Equilíbrio é o segredo! Tudo que é extremo, seja para mais ou para menos, não é saudável! Pensem nisto e vamos cada vez mais comemorar os anos que passamos ao lado dos nossos amores eternos!!! Sejam felizes, façam a outra pessoa feliz!

E para terminar… SIIIMMMMMM é possível ter relação sexual após o nascimento dos filhos! 

Qual é a opinião de vocês? Compartilhem conosco!

Um grande bj e até mais!

 

Obrigada pela participação! Um grande abraço da Família Viver Bem Bom